18 de fev de 2015

Esteatose Hepática... Leve?

Como assim ???  Esteatose Hepática Leve ???

Fui a médica e ela me pediu um ultrassom do abdômen isso tem mais ou menos um ano... e ai eu fui deixando, deixando, deixando... até que tomei vergonha na cara e fui fazer o tal do exame (sorte que a guia não tinha data). Então veio o resultado. Esteatose Hepática Leve, ou seja, gordura no fígado.

Agora vou passar com a minha médica e ver o que ela vai dizer, mas como já andei pesquisando por ai encontrei muitas informações. Como por exemplo essa que encontrei no site do Hospital Sírio-Libanês. 

Esteatose Hepática

É um acúmulo de gordura nas células do fígado.
Ela pode ser dividida em doença gordurosa alcoólica do fígado (quando há abuso de bebida alcoólica) ou doença gordurosa não alcoólica do fígado, quando não existe história de ingestão de álcool significativa.
Causas
A esteatose hepática pode ter várias causas:
  • Abuso de álcool.
  • Hepatites virais.
  • Diabetes.
  • Sobrepeso ou obesidade.
  • Alterações dos lípides, como colesterol ou triglicérides elevados.
  • Drogas, como os corticoides.
  • Causas relacionadas a algumas cirurgias para obesidade.
Em média uma em cada cinco pessoas com sobrepeso desenvolvem esteato-hepatite não alcoólica.
Diagnóstico
O paciente pode apresentar alterações em exames de sangue relativos ao fígado, já que a esteatose hepática é a causa mais comum de elevação das enzimas do fígado em exames de sangue de rotina.
Além disso, o aumento do fígado pode detectado no exame físico realizado pelo médico, ou ainda por métodos de imagem, como a ultrassonografia de abdômen, tomografia ou ressonância magnética.
Também pode haver suspeita de esteatose quando o paciente apresenta obesidade central (aumento do diâmetro da cintura em relação ao quadril).
Como a doença evolui
A esteatose hepática é comum nos pacientes com sobrepeso, obesos ou diabéticos. Em parte desses pacientes, uma inflamação das células hepáticas associada à esteatose pode estar presente, lembrando a hepatite alcoólica, e que é chamada de esteato-hepatite.
Se não controlada, a esteato-hepatite não alcoólica tem o potencial de evoluir para a cirrose hepática em alguns pacientes. É preciso realizar exames para que seja avaliado o risco de progressão da doença.
Tratamentos
A esteatose hep​ática e a esteato-hepatite são doenças reversíveis. O manejo da esteatose requer a Identificação e possível tratamento específico da causa da infiltração gordurosa, bem como uma avaliação e orientação multidisciplinar. Isso inclui acompanhamento médico e uso de medicamentos, em casos especiais, acompanhamento nutricional e atividade física programada.

Então resumindo se eu não me cuidar vou ter Cirrose hepática, por isso vamo bora na Reeducação Alimentar e Atividade física. EMAGRECER É PRIORIDADE !!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não esqueça de comentar !!!